Notícias

Informes

Estudo afirma: exercício físico combate e previne doenças em idosos

02/12/2016

“O corpo humano não foi feito para ficar parado”. A afirmação feita pela Prof. Andrea Deslandes (CREF000734G-RJ) embasa o estudo sobre a influência do exercício físico na prevenção de doenças em idosos, apresentado pela especialista na I Convenção em Gerontologia SBBG, realizada entre 1 e 2 de dezembro, no Rio de Janeiro. O evento contou com outros destaques da categoria, que contribuíram para mostrar a importância da profissão no cenário da saúde brasileira.

Segundo Prof.  Andréa Deslandes, o exercício físico pode contribuir na manutenção da saúde física e das funções cognitivas, além de estar associado à prevenção de doenças mentais relacionadas ao envelhecimento, como a Doença de Alzheimer, Parkinson e Depressão, de grande prevalência no idoso. Entre as conclusões do estudo está a constatação de que a prática de exercício físico pode aumentar em 50% as reservas funcionais em idosos, independente da idade, além de melhorar o humor, o desempenho cognitivo e reduzir a ansiedade.

Depressão e Alzheimer
Ao analisar somente a depressão, o estudo constatou que o treinamento aeróbio se mostrou melhor para a resposta clínica e o treinamento de força melhorou a capacidade funcional dos idosos. “Depois de um ano, 90% dos voluntários não apresentavam mais o quadro da doença”.

No estudo também foi utilizado um treinamento sem carga e sem intensidade em um ambiente propício à interação, único que não apresentou mudanças. “Isso nos mostra que o contato social não basta para o tratamento da depressão. É importante ter orientação de um Prof. de Educação Física habilitado no Conselho para ter maior controle da atividade e dos sintomas”.
Quando pensamos nas demências, como o Alzheimer, o estudo apresentou uma melhora de 45% no quadro da doença entre os pacientes que praticavam exercício Físico, além de melhorar a condição cardiovascular e o volume do cérebro. Após quatro meses de caminhadas na esteira, em velocidade máxima de 5 km/h, duas vezes na semana, foi possível detectar melhora na função cognitiva e redução da apatia.

A mesa foi mediada pelo presidente do CREF1, Prof. André Fernandes, que afirmou notar a preocupação dos estabelecimentos em oferecer serviços específicos para a faixa etária. “Nas últimas duas décadas, a profissão vem crescendo e se posicionando cada vez como pertencente a saúde. Estudos como esse só confirmam que estamos indo na direção certa”. O presidente concluiu que somente um Prof. habilitado no Conselho pode prescrever e orientar exercícios. “Nós temos o conhecimento necessário para prescrever o melhor exercício para cada necessidade”.

Outros Profissionais de Educação Física do Rio de Janeiro participaram do evento, entre eles: Paulo de Tarso Maciel Pinheiro, doutor em Neurociências pela Universidade Federal Fluminense (UFF), mestre em Biociência da Atividade Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRRJ) e professor assistente do Instituto de Educação Física da UFF; Rodrigo Terra, doutor em Ciência do Exercício e do Esporte pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e mestre em Educação pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB); entre outros.

Prof. Andrea Deslandes é licenciada em Educação Física pela UFRJ, pós-doutora em Epidemiologia pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/FIOCRUZ), Doutora em Psiquiatria e Saúde Mental pela UFRJ, docente permanente de Pós-Graduação Strictu Senso em Ciência do Exercício e do Esporte na UERJ e coordenadora do laboratório de neurociência do Exercício (LaNEX).

Outras notícias:

Fiscalização

Fiscais flagram 3 exercícios ilegais em uma academia no município de Belford Roxo

Comunicados

Fiscais flagram exercício ilegal em aula de ginástica localizada no município de Petrópolis

Informes

Profissionais do corpo Docente do CREF1 participam no CONNECTION 2024

Fiscalização

Fiscais flagram falso Personal Trainer em São Gonçalo

Fiscalização

Fiscais flagram exercício ilegal em academia de Itaguaí

Comunicados

Fizemos história: mais de 2mil mulheres participaram da Caminhada Onda Rosa