Notícias

Comunicados

Exercícios que prometem fazer sucesso em 2013

09/01/2013

O novo ano chegou com um dos verões mais quentes da história, academias lotadas e uma lista de atividades físicas que serão tendência em 2013, segundo estudo da Georgia State University, nos Estados Unidos. Para chegar ao Top 10 exercícios do ano, pesquisadores entrevistaram mais de 3.346 profissionais de saúde e fitness de diversos países.
Exercícios com o peso do próprio corpo e o fortalecimento dos músculos do core são algumas das apostas para este ano. Mas, será que estes exercícios vão fazer sucesso no Brasil? Veja os detalhes na entrevista com o conselheiro do CREF1, professor Eduardo Netto.

1.Segundo pesquisas da Georgia State University, 10 atividades físicas foram listadas como tendência para 2013.Em sua opinião essa lista Top de exercícios se aplica ao Brasil, ou mais especificamente ao Rio de Janeiro?
Eduardo Netto – Acredito que apesar da nossa realidade ser bastante distinta do resto do mundo, somos o único país em que a Educação Física é regulamentada como profissão.  Os grandes eventos como a Copa do mundo e as Olimpíadas irão impulsionar os exercícios voltados para a melhoria das condições físicas e do próprio rendimento nestas atividades. O Brasil é realmente a bola da vez no cenário mundial do fitness. Especificamente em relação ao Rio, somos uma cidade em que a população se encontra muito exposta o que gera uma enorme preocupação com questões estéticas.  Curiosamente estas atividades na verdade já veem despontando como tendência nos últimos cinco anos, o que ocorre é apenas uma mudança da posição.

2. Como os profissionais de Educação Física podem estar ainda mais preparados para atender a esta demanda?

Eduardo Netto – Nossa população é muito bem atendida, posso afirmar que o nosso mercado em termos de capacitação dos profissionais que nele atuam, é sem dúvida alguma o melhor do mundo. Não é à toa que inúmeros profissionais estão se destacando no cenário mundial. A nossa formação é exemplo para a maioria dos países, inclusive para os mais desenvolvidos.

3. Exercícios voltados à obesidade infantil também estão nesta lista. Quais atividades são mais indicadas para as crianças que sofrem com esta doença? A que detalhes o profissional deve estar atento?

Eduardo Netto – Essa é uma preocupação mundial que assusta aos países de uma forma geral. Acredito que o início do problema deve ser tratado nas escolas fundamentais. A grande maioria das academias do nosso país não está preparada para atender a esta população. Meu ponto de vista é que precisamos de políticas públicas claras que incentivem e promovam a prática orientada de atividades físicas. As crianças devem estar brincando e se divertindo e não treinando em academias. A questão do sedentarismo e da obesidade exigem mudança de comportamento. Esse é o nosso grande desafio.

4.Que outra atividade deveria entrar nessa lista por estar ganhando muitos adeptos no Brasil e Rio?

Eduardo Netto –  Penso que cada vez mais precisamos criar programas de incentivo com metas e suporte para nosso público que deseja emagrecer. Eles precisam de orientação, acompanhamento multidisciplinar e acima de tudo profissional. Toda nossa população já possui conhecimento que a prática de atividade física regular promove a melhoria do bem estar e da saúde, mas infelizmente, uma parcela mínima realiza e possui acesso a esses programas. Por isso é preciso criar estratégias que motivem a sociedade com atividades integradas às necessidades e objetivos individuais.

Outras notícias:

Fiscalização

Fiscais flagram 3 exercícios ilegais em uma academia no município de Belford Roxo

Comunicados

Fiscais flagram exercício ilegal em aula de ginástica localizada no município de Petrópolis

Informes

Profissionais do corpo Docente do CREF1 participam no CONNECTION 2024

Fiscalização

Fiscais flagram falso Personal Trainer em São Gonçalo

Fiscalização

Fiscais flagram exercício ilegal em academia de Itaguaí

Comunicados

Fizemos história: mais de 2mil mulheres participaram da Caminhada Onda Rosa