A cidade petropolitana é o primeiro município do Rio de Janeiro a assinar a lei  (nº 8002 de 09 de julho de 2020)  que coloca como essencial a atividade física ou do exercício físico mesmo em tempos de crise ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais para a população. O projeto de lei foi de autoria dos vereadores Leandro Azevedo e Hingo Hammes.

Em paralelo, também foi aprovada a lei que obriga a presença de um responsável técnico formado em Educação Física com registro no CREF1, em todos os eventos esportivos privados a serem realizados na cidade. O projeto de lei também de autoria do vereador Leandro Azevedo.

Isso significa mais segurança quem está praticando o esporte e o reconhecimento dos profissionais da área.