Notícias

Comunicado

Mais uma Vitória: Oficineiro de Futebol em Pinheiral tem que ter registro no CREF1!

04/06/2012

Lançado em março deste ano, o edital para provimento de vagas para o cargo “Oficineiro de Futebol” da Prefeitura de Pinheiral (RJ) não exigia formação superior e muito menos registro no CREF1. De olho nisso o Conselho entrou com um Mandado de Segurança para fazer valer a Lei 9.696/98, e conseguiu sentença favorável obrigando o órgão responsável a adequar o edital à legislação que regulamenta a profissão.

A decisão foi concedida pela 1ª Vara Federal de Volta Redonda, na última quinta-feira (31/05), e além de determinar a correção nos requisitos para o cargo – exigindo nível superior em Educação Física e o registro no sistema CONFEF/CREFs – ainda procedeu à exigência de que os aprovados só poderão exercer suas funções se atenderem a essas condições.

Veja um trecho da Sentença: “Não se torna relevante o rotulo de “Oficineiro de Futebol de Salão”, quando o conteúdo de tal função encontra-se nos limites da atividade típica do profissional de Educação Física. Assim, reconhecendo a procedência do pedido, a própria autoridade coatora informou que, face ao principio da autotutela, ira promover as devidas correções no mencionado Edital, através de proposta junto a câmara municipal de projeto de Lei que altere a Lei Municipal no 638/2012 no que toca aos requisitos mínimos necessários ao ingresso no emprego de Oficineiro de Futebol de Salão (curso superior em educação física e registro no CREF) e, por conseguinte, procedendo-se a adequação do Edital a legislação municipal alterada.”
O que a Lei que regulamenta a profissão diz a respeito?
Quanto à competência no acompanhamento e prescrição das atividades físicas o art. 3º da 9696/98 explica claramente: “Compete ao Profissional de Educação Física coordenar, planejar, programar, supervisionar, dinamizar, dirigir, organizar, avaliar e executar trabalhos, programas, planos e projetos, bem como prestar serviços de auditoria, consultoria e assessoria, realizar treinamentos especializados, participar de equipes multidisciplinares e interdisciplinares e elaborar informes técnicos, científicos e pedagógicos, todos nas áreas de atividades físicas e do desporto.”

A necessidade de formação e registro no sistema CONFEF/CREFs também é determinado na lei (art. 1º): “O exercício das atividades de Educação Física e a designação de Profissional de Educação Física é prerrogativa dos profissionais regularmente registrados nos Conselhos Regionais de Educação Física”.
Fique de olho! Ajude-nos a garantir qualidade e segurança nos serviços de atividade física! Denuncie as ilegalidades pelo Disque-Denúncia (21) 2567-0789 – Rio de Janeiro e (27) 3227-1622 – Espírito Santo, ou pelo site e faça você também a sua parte.

Outras notícias:

Comunicados

Fiscais flagram exercício ilegal em aula de ginástica localizada no município de Petrópolis

Informes

Profissionais do corpo Docente do CREF1 participam no CONNECTION 2024

Fiscalização

Fiscais flagram falso Personal Trainer em São Gonçalo

Fiscalização

Fiscais flagram exercício ilegal em academia de Itaguaí

Comunicados

Fizemos história: mais de 2mil mulheres participaram da Caminhada Onda Rosa

Comunicados

Fiscais flagram exercício ilegal em Cross Training de Cambuci