Notícias

Comunicados

Ser professor de Educação Física é fazer a diferença

25/08/2016

“Único que consegue fazer uma intervenção social, pois trabalha na educação e na saúde. Isso é importante para a sociedade, para construção de valores e para a melhora da saúde e bem-estar social”. Através desta fala, a profissional de Educação Física Kelly Braggio Coelho (CREF.029990-G/RJ) define o profissional de Educação Física.

A professora integra a equipe que ministrará o Aulão em celebração ao Dia do Profissional de Educação Física, 1º de setembro, entre 7h e 12h, no Parque Madureira. A ação conta com a parceria da Rádio FM O Dia e do Viva Rio, instituição responsável por arrecadar alimentos não-perecíveis para doar às instituições carentes.

Os professores de Educação Física, para Kelly, transformam a sociedade. “Nós enxergamos o talento, por muitas vezes estimulam a criança a praticar exercícios, tiramos a criança do crime, das ruas e despertamos nela o prazer pelo esporte, às vezes sem ter nenhuma condição para trabalhar”. A profissional separa a atuação da categoria em duas áreas: Educação e Saúde.

A primeira seria responsável pela utilização de técnicas e experiências durante o processo de aprendizado de uma modalidade esportiva ou aulas coletivas. Já a segunda, auxilia na prevenção, melhora e cura de algumas doenças, tais como: obesidade depressão, colesterol alto, ansiedade, Doenças cardíacas e acidente vascular cerebral (AVC), Hipertensão arterial, Diabetes, Osteoporose, entre outras.

Em plena realização da 31ª edição dos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro, um estudo realizado pela Nestlé com mil crianças paulistanas revelou que 75% desta mostra, entre 10 e 12 anos, passam quatro horas ou mais por dia assistindo à televisão. Também foi visto que cerca de 45% das crianças da faixa etária de 10 a 12 anos são sedentárias.

Entre os adultos, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), apenas 30% da população pratica alguma atividade física regularmente e apenas 5% dos brasileiros seguem a recomendação da organização. Para crianças, a recomendação de tempo de atividades físicas praticadas deve ser em torno de 40 minutos por dia. Já os adultos, tem o tempo por dia é reduzido em 10 minutos.

Estamos passando por um momento histórico para o Brasil por sediar a primeira olimpíada na América do Sul.  O grande evento, de certa forma, mostrou à população o quão importante e engrandecedor é a prática de exercícios físico, além de evidenciar o trabalho do profissional de Educação Física. “Muitas pessoas não têm ideia do trabalho árduo de um treinador de periodizar os treinos, de fazer ciclos e ciclos, objetivando uma competição. Os profissionais têm como papel central explorar o melhor de cada atleta para que assim eles façam o sucesso dos jogos e seu próprio sucesso”.

Kelly vai ministrar aula de Zumba durante o aulão, modalidade da qual é intima pois a dança está em sua vida há 12 anos.

Outras notícias:

Fiscalização

Fiscais flagram 3 exercícios ilegais em uma academia no município de Belford Roxo

Comunicados

Fiscais flagram exercício ilegal em aula de ginástica localizada no município de Petrópolis

Informes

Profissionais do corpo Docente do CREF1 participam no CONNECTION 2024

Fiscalização

Fiscais flagram falso Personal Trainer em São Gonçalo

Fiscalização

Fiscais flagram exercício ilegal em academia de Itaguaí

Comunicados

Fizemos história: mais de 2mil mulheres participaram da Caminhada Onda Rosa